Arch Linux como estação de trabalho

Há, ainda, quem diga que Linux como estação de trabalho é improdutivo, incompatível e até impossível.
Bem, concordo que possa ser inviável para algumas funções em determinadas empresas. Mas, em se tratando de Software/Sistema, isso depende das suas necessidades/atividades.
Hoje, no trabalho tenho dual boot com os seguintes Sistemas Operacionais, Arch Linux e Windows 7. Utilizo como padrão o Arch Linux e vou descrever a partir de agora algumas ferramentas alternativas que são utilizadas no Windows (não irei abordar as ferramentas e suas funções em Servidores tanto em Linux e Windows). Vem comigo 😉

Partindo do pressuposto que o Arch Linux se encontra instalado e em pleno funcionamento vamos a algumas ferramentas essenciais para a minha função.

Acesso SSH – Servidores Linux

Putty – Creio que dispensa apresentação. Ferramenta indispensável para qualquer Administrador de Sistemas/Redes e suas vertentes.

sudo pacman -S putty

Cliente para acesso ao Email corporativo

Thunderbird – creio que também dispensa apresentação. Isso também é questão de perfil já que praticamente tudo é possível fazer através do browser.

sudo pacman -S thunderbird

Acesso remoto (RDP) – servidores Windows

Remmina – gostei bastante devido a quantidade de recursos e usabilidade. Não perde em nenhum requisito para o nativo da Microsoft, sem contar os outros tipos de conexões que possui VNC, SFTP e SSH.

sudo pacman -S remmina

IDE de desenvolvimento

Por aprendizado (sempre é bom aprender), e por me aventurar em programação (aliás, é essencial ter conhecimento de programação para nossa função, sem contar que em momentos fazemos as coisas ao nosso jeito, mas isso é assunto para outro artigo), aprendo e auxilio a equipe de desenvolvimento quando posso.

Geany – por atender as minhas necessidades, que por prioridade para mim é Agilidade e Praticidade escolhi o Geany mesmo pela sua “inferioridade” em alguns aspectos em relação ao seus colegas Eclipse e Netbeans.

sudo apt-get geany

Administração de Banco de dados

Navicat – Não o conhecia, então, fui apresentado ao Navicat e gostei bastante da ferramenta, possui bastante opções e funções. Além do mais possui versão para Linux.

Download - www.navicat.com

Programas do Windows (exe)

E como fazer rodar programas feitos para Windows que necessito utilizar? Tais como: Winbox, STG e outros mais.
Wine – o bom e velho Wine que vem amadurecendo a cada ano. Até o momento consegui utilizar todos os programas que não possui alternativa para Windows. Detalhe, a ferramenta anterior, Navicat, instala perfeitamente no Linux através do executável do Windows 🙂

sudo pacman -S wine

Domínio – Active Directory

Acesso as pastas de trabalho de Grupos e pessoal no Active Directory. Uma linha de comando ou se preferir coloca a seguinte linha no seu FSTAB e tudo resolvido.

//ip.servidor.ou.nome.do.servidor/nome.da.pasta /media/nome.da.pasta cifs domain=dominio,username=usuario,password=senha,user,dir_mode=0777,file_mode=0777 0 0

PS: Lembrando que as opções você define como desejar.

Compartilhamento Samba integrado com Active Directory

Pastas de desenvolvimento das aplicações da equipe de desenvolvimento que informei acima. Com uma linha de comando ou colocando essa linha no FSTAB.

//ip.servidor.ou.nome.do.servidor/nome.da.pasta /media/nome.da.pasta cifs uid=1000,gid=1000,domain=dominio,username=usuario,password=senha 0 0

PS: Lembrando que as opções você define como desejar.

Office – Pacote de Escritorio

LibreOffice – creio que posso falar que é a melhor alternativa ao pacote de Escritório da Microsoft.

sudo pacman -S libreoffice

As demais ferramentas que trabalho/utilizo são via Web ou são inerentes ao Linux, como monitoramento dos Links e Servidores, ERP, Nmap, Nessus, Wireshark e também o Backtrack Virtualizado que inicia quando a minha estação é ligada.

AFK

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: